Terça-feira, 27 de novembro de 2018

 
 

Bom dia,


Inflação mais contida. O IPC da Fipe variou 0,28% na terceira quadrissemana de novembro, desacelerando frente os 0,37% verificados na segunda quadrissemana deste mês. Destaque para a desaceleração nos preços de habitação, alimentação e transportes. O índice nacional de custo da construção também ficou abaixo do resultado do mês anterior, subindo 0,26% em novembro, ante 0,33% na última divulgação.

a

Trump é destaque lá fora. O presidente americano afirmou que o acordo do Brexit, como está desenhado, seria bom apenas para a UE e pode comprometer o futuro das relações comerciais entre o Reino Unido e os americanos. Além disso, Trump disse que é altamente improvável que adie a entrada em vigor do aumento de 10% para 25% das tarifas sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses e ainda sugeriu uma nova tarifa que afetaria celulares e laptops vindos do país. Com isso, o FTSE londrino e os índices das Bolsas de Shanghai e Hong Kong operam (ou já fecharam) no vermelho em um dia que as demais Bolsas ficam próximas da estabilidade. Na agenda, a confiança do consumidor americano deve mostrar deterioração na comparação mensal, enquanto diversos representantes do Fed discursam em um evento, com destaque para o vice chair da instituição, Richard Clarida, que assumiu o cargo há dois meses e fala no final da manhã.

 

Light (LIGT3) desiste de oferta pública. A elétrica deixou de avaliar a "possibilidade de realizar uma captação de recursos por meio de oferta pública de ações de sua emissão, ancorada por fundos de investimento liderados por GP Investments", conforme havia sido notificado ao mercado em agosto. A oferta era para evitar que a Cemig (CMIG4), chegue a 52,1% do capital da empresa, a “estatizando”, já que ao final desse mês, haverá o exercício da opção de venda dos sócios da Cemig no controle da Light. Com a desistência da oferta, a Cemig se comprometeu a vender ao menos parte das ações da elétrica, detidas de forma indireta por meio da RME - Rio Minas Energia Participações, para evitar ter mais de 50% do capital da empresa.

OPA da CPFL Renováveis (CPRE3) é concluída. Após um longo imbróglio envolvendo o preço por ação da oferta, enfim a operação foi concluída. A State Grid adquiriu cerca de 49,39% do capital social da companhia, pelo montante total de R$ 4,1 bilhões. Dessa forma, a State Grid e sua controlada indireta, a CPFL Geração de Energia, possuem, juntas, o equivalente a 99,94%  do capital social da CPFL Renováveis.

AGENDA DE DIVIDENDOS



Bons negócios