Quarta-feira, 26 de junho de 2019

Bom dia,

  1

 

  1

Retorna hoje a discussão da previdência na comissão especial. Depois de pesar no mercado ontem, com rumores de um possível atraso na reforma da previdência, hoje serão retomados os discursos na comissão especial da Câmara e tudo indica que o prazo não fuja muito do esperado, com os presidentes da Câmara e do Senado otimistas com a aprovação. Já na agenda econômica, o IPC-FIPE veio com alta na terceira semana de junho de 0,12% ante o aumento de 0,08% observado na última divulgação. O INCC-M, que mede o custo da construção também veio maior, acelerando a 0,44% após os 0,09% de maio. Ainda assim, vemos o cenário inflacionário bem controlado. Já a confiança no comércio veio melhor, apresentando o primeiro registro positivo do ano, subindo 1,8 ponto em junho, passando de 91,4 para 93,2 pontos.

 

Tom otimista do Secretário do Tesouro americano deve animar o mercado nessa quarta. Após um pregão bem pressionado pelas declarações de representantes do Fed, que ainda impactou o pregão na Ásia nessa quarta, o dia deve ser mais positivo, com o mercado repercutindo a entrevista do Secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, à CNBC onde se mostrou otimista com um possível acordo, dizendo que ele está 90% encaminhado. Vale destacar que, apesar do “susto” de ontem, o mercado ainda precifica 100% de chance de corte na próxima reunião do FOMC e a aposta majoritária é de ao menos três cortes até o final do ano, segundo os cálculos que acompanhamos, do CME Group. A agenda de indicadores hoje está mais vazia, a confiança do consumidor alemão veio um pouco pior que o esperado, mas não tem um impacto muito relevante no DAX, da Bolsa de Frankfurt, que é o destaque de alta na Europa. Os futuros americanos também indicam uma abertura no azul, na esteira das declarações de Mnuchin, que já comentamos.

 

             

 

Novo bloqueio de recursos da Braskem (BRKM5). Foi determinado o bloqueio de R$ 3,7 bilhões em contas bancárias da petroquímica, pela justiça de Alagoas. A decisão acata o pedido do MP e da defensoria pública do estado, que reivindicam os valores para "garantir eventuais indenizações à população" afetada pelo fenômeno geológico, afundamento de bairros, próximos à área de extração mineral da companhia, em Maceió. A companhia irá recorrer. Fica no radar também a solicitação do Itaú, para que a justiça reconsidere a proteção dada à participação acionária da Odebrecht na petroquímica, em meio ao processo de recuperação judicial. As novidades devem trazer mais pressão para as ações BRKM5 no curto prazo. 

Vendas da Energisa (ENGI11) em alta.
Em maio, o volume distribuído de energia foi 4,3% superior ao do mesmo período de 2018, com a produção de alimentos puxando a demanda da classe industrial (+7,6%) e as temperaturas mais elevadas favorecendo o consumo residencial (+5,3%). O crescimento em Sergipe e na Paraíba continua sendo destaque em termos regionais. No ano, o avanço é de 4,1% e no acumulado do segundo trimestre de 3,4%. Os papéis da elétrica devem responder de forma positiva à divulgação.

Weg (WEGE3) distribuirá proventos.
No valor líquido de R$ 0,0364 por ação, em forma de JCP, aos acionistas posicionados ao final de sexta-feira (28/06). Os papéis ficam ex na segunda (1° de julho) e o pagamento será em agosto, no dia 14. O yield da operação, entretanto, é de apenas 0,2% sobre a última cotação. 

 



Bons negócios