Terça-feira, 8 de janeiro de 2019

 
 

Bom dia,


IPC-S vem acima das projeções. O índice na 1ª quadrissemana de janeiro avançou 0,44%, ante os 0,29% de dezembro. O principal catalisador para essa elevação foi o preço de alimentos. Outro índice que veio maior que a expectativa foi o IGP-DI, que caiu 0,45% em dezembro, ante as projeções de mercado que apontavam para uma queda de 0,68%.

a

Indústria alemã frustra expectativas. A produção industrial da Alemanha sofreu uma forte queda de 1,9% em novembro contra o mês anterior. O resultado surpreendeu o mercado que previa alta de 0,3% na produção. É o terceiro mês seguido em que a produção industrial do país mostra retração, aumentando os temores quanto a uma recessão na região. Já o índice de sentimento econômico na zona do euro caiu para 107,3 em dezembro ante 109,5 de novembro, atingindo o menor nível desde janeiro de 2017. O número também ficou abaixo das projeções de mercado que era de uma queda menor, para 108,5.

Otimismo segue lá fora.
Os investidores seguem otimistas com a retomada das negociações comerciais entre Estados Unidos e China. O discurso mais moderado de um representante do Fed, Raphael Bostic, ontem, também traz algum animo e aumenta a expectativa para a ata do FOMC, que será divulgada amanhã. Assim, mesmo diante de dados mais negativos na Europa, as Bolsas por lá oscilam no campo positivo e os futuros norte-americanos também sinalizam mais um dia de ganhos. Na China, o índice de Shanghai foi exceção, ao recuar 0,26%, num movimento de realização de lucros e maior cautela. Ainda hoje, a agenda conta com alguns indicadores importantes nos EUA, com destaque para a balança comercial e a criação de empregos em novembro.

 

Guidance da Gol (GOLL4) para os números do 4T18. A cia aérea divulgou uma prévia preliminar e não auditada dos números do último trimestre do ano passado com margem operacional entre 19,5% e 20,0%, bem acima da reportada no 4T17, de 13,3%. Destaque para o PRASK que é a receita de passageiros dividida pelo total de assentos disponíveis por km voado. O PRASK deve ter um aumento de 6,0% a 6,5% entre os últimos trimestres de 2017 e 2018. Esperamos reação positiva do mercado aos números.

Bom avanço na Azul (AZUL4), mas com ligeira piora na ocupação. O avanço de 13,4% na demanda veio bem distribuída entre voos nacionais e internacionais. A taxa de ocupação doméstica foi 0,4 p.p. pior que a de 12 meses atrás, efeito parcialmente compensado pela melhora de 0,6 p.p. na taxa de ocupação internacional. No consolidado, leve retração de 0,1 p.p.. Não esperamos uma forte reação do mercado aos números que vieram dentro do esperado.

Prévia operacional do Banco Inter (BIDI4). O banco anunciou que chegou a marca de 1,45 milhões de correntistas com a adição de 414 mil contas no último trimestre do ano passado. O banco atingiu a marca de 115 mil investidores, sendo 32 mil em poupança, produto lançado no final do 3T18. O banco lançou quatro novos produtos nesse trimestre, uma plataforma de investimentos, o consórcio imobiliário, o seguro proteção financeira para consignado e a letra imobiliária garantida (LIG). São iniciativas importantes para monetizar a base crescente de clientes do banco, que cresceu muito por conta da ausência de tarifas. Acreditamos em uma reação positiva do mercado à divulgação.

BR Distribuidora (BRDT3) anuncia desinvestimento. Foi iniciada a etapa de "divulgação da oportunidade de desinvestimento" referente à venda do total de sua participação (49%) na CDGN Logística S.A., companhia que distribui gás natural. Os interessados devem entregar os documentos até o próximo dia 06 de fevereiro, para ter acesso a mais informações. Ainda não há estimativas quanto ao valor dessa alienação, mas, de toda forma, a novidade deve trazer influência positiva para os papéis BRDT3 hoje.
 
Central eólica da Engie Brasil (EGIE3) entra em operação. A ANEEL concedeu autorização para a Engie iniciar as operações comerciais da Central Eólica de Umburanas 21, a partir do último dia 04/01. O empreendimento, que possui 22,5 MW de capacidade instalada, faz parte do Complexo Eólico Umburanas Fase I (360 MW) e começou a ser construído há apenas um ano. Cabe destacar, ainda, que o projeto deve propiciar a captura de sinergias, oriundas da implantação conjunta com o Complexo Eólico Campo Largo Fase I. A novidade, entretanto, não deve exercer influência significativa sobre os papéis da companhia hoje.

AGENDA DE DIVIDENDOS



Bons negócios