Terça-feira, 4 de dezembro de 2018

 
 

Bom dia,


IPC desacelera bastante em novembro. O índice divulgado pela Fipe ficou em 0,15% em novembro, com o preço dos combustíveis tendo um peso importante nessa desaceleração. O preço dos alimentos também veio mais comportado, após forte alta em outubro. Na outra ponta, despesas pessoais e gastos com saúde encareceram bastante no último mês, compensando parcialmente as quedas mencionadas anteriormente. A produção industrial divulgada pelo IBGE mostrou uma tímida recuperação após meses de queda. 0,2% de alta, quando a queda acumulada nos três meses anteriores foi de 2,7%. Política também segue no radar. As discussões sobre a cessão onerosa são destaque da agenda política, com um impacto relevante nas contas públicas. Além disso, a presença de Bolsonaro em Brasília, conversando com partidos sem presença no novo governo, deve dar uma leitura de como será o apoio para aprovação das reformas, especialmente da previdência.

a

Preço de energia puxa inflação na Europa. De acordo com a Eurostat, em outubro, o índice de preços ao produtor subiu 0,8% na zona do euro, puxado principalmente pela alta nos preços de energia. Excluindo esse efeito, a variação teria sido de apenas 0,1% em um mês, com a ligeira alta em bens de capital sendo compensada pela deflação em bens de consumo não duráveis. Destaque para o avanço mais expressivo na Itália (1,8%) contrabalanceado pela elevação mais moderada na Alemanha (0,3%). Na comparação com outubro do ano passado, o PPI registrou alta de 4,9%.

Bolsas perdem fôlego nesta terça-feira. Após uma segunda-feira de euforia mundo afora, hoje boa parte dos índices europeus oscilam entre a estabilidade e leves quedas, em um movimento de realização, diante do aumento das incertezas quanto à efetividade do acordo entre Pequim e Washington. Na China, as Bolsas conseguiram resistir à pressão e encerrar mais um dia com ganhos, mesmo diante das perspectivas mais negativas quanto à divulgação de índices de atividade hoje à noite.

 

Fleury (FLRY3) adquiriu duas companhias. O Fleury anunciou a aquisição da Santécorp e da Lafe Serviços Médicos. O valor das aquisições é de R$ 15,5 milhões e R$ 170 milhões, respectivamente. Segundo a companhia, essas aquisições vêm ao encontro de sua estratégia de crescimento em outras regiões e aumento da oferta de produtos. A Santércop atua em serviços de gestão de saúde, por meio de ferramentas de consultoria e assessoria na área de medicina assistencial, e a Lafe atua em serviços de apoio diagnóstico, com a oferta de análises clinicas na região metropolitana do Rio de Janeiro por meio de 32 unidades de atendimento. A conclusão das aquisições estão condicionadas a algumas condições, dentre elas a aprovação pelo CADE.

Mudança no comando da Sabesp (SBSP3). Benedito Braga foi indicado pelo futuro governador Doria para assumir o cargo de diretor presidente da companhia, em substituição a Karla Bertocco. Braga é mestre e doutor pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, foi secretário de Estado de Saneamento e Recursos Hídricos, atuou na diretoria da Agência Nacional de Águas e já foi presidente do Programa Hidrológico Internacional da Unesco.

Transmissão Paulista (TRPL4) distribuirá proventos robustos. A companhia irá distribuir dividendos e JCP no valor líquido de R$ 6,89 por ação, o equivalente a um dividend yield de 9,5%. Os papéis ficarão ex-proventos nesta sexta-feira (07/12) e com pagamento ainda esse mês, no dia 17.

Ambev (ABEV3) também anuncia distribuição.Ambev anunciou JCP no valor de R$ 0,2720 por ação, já liquido de imposto. O pagamento será efetuado a partir de 28 de dezembro e as ações passarão a ser negociadas ex-JCP a partir de 19 de dezembro. O yield da operação é de 1,62%.

Assim como a Alupar (ALUP11). Nesse caso, o dividendo é de R$ 0,18 por unit aos acionistas posicionados ao final dessa quinta-feira. A partir do dia 07/12 os papéis já amanhecem como ex-proventos. O pagamento será efetuado em 19/12 e o yield é 1%.

Iochpe Maxion (MYPK3) anuncia JCP. Será distribuído o valor líquido de R$ 0,2196 por ação, o equivalente a um yield de 0,9%. Os papéis ficam ex também na sexta-feira, no dia 07.

Hermes Pardini (PARD3) tem JCP com yield pequeno. A companhia aprovou o pagamento de juros sobre o capital, no valor de R$ 0,0702 por ação, já liquido de imposto. Farão jus ao pagamento os posicionados até o dia 11 de dezembro e as ações ficarão ex no dia seguinte. O yield dessa operação está em 0,39%.

E o último provento do dia é do Banrisul (BRSR6). O banco vai pagar R$ 0,0623 (já líquido de IR) por ação aos detentores das ações BRSR6, papel do banco com maior liquidez. Papéis ficam ex no dia 7, essa sexta, e o pagamento será no pregão após a pausa natalina, em 26 de dezembro. A operação apresenta um yield de apenas 0,29%. Além da distribuição, o banco comunicou que o seu plano de aposentadoria voluntária anunciado no começo de novembro não foi aceito pelo sindicato da categoria e que, com algumas mudanças, o Banrisul lançou um novo programa para desligar até 600 funcionários. Novidades com impacto apenas marginal nos papéis.

AGENDA DE DIVIDENDOS



Bons negócios