Quinta-feira, 3 de janeiro de 2018

 
 

Bom dia,


Mesmo sem detalhes sobre a previdência, Guedes acaba animando o mercado. Em seu discurso, Paulo Guedes colocou como prioridade a reforma da previdência, mas não especificou como (ou quando) ela será concluída. Mas acabou animando o mercado quando defendeu um maior controle dos gastos públicos, a simplificação e redução dos impostos e a descentralização dos recursos públicos para estados e municípios, além de comentar que pretende acelerar a privatização de estatais. O noticiário político pode ajudar, como ocorreu ontem, à Bolsa brasileira a suportar a pressão que vem do exterior, que comentamos abaixo.

a

Bolsas pressionadas lá fora. A grande notícia lá fora que mexe com os mercados hoje é o anúncio da Apple de que revisou as estimativas de receita para o primeiro trimestre do ano, esperando vendas entre 5% e 10% menores que o estimado anteriormente. A companhia culpou majoritariamente a desaceleração na economia chinesa para fazer essa revisão o que aumentou a tensão no mercado quanto aos impactos das disputas comerciais entre EUA e China. As Bolsas asiáticas fecharam novamente em queda e o dia é negativo também na Europa, especialmente para as ações do setor de tecnologia e para empresas com negócios no país asiático. Nos EUA, os futuros de NY apontam para uma abertura em queda, após um pregão praticamente de lado, ontem, com o Dow fechando em alta de 0,08%. A questão do orçamento americano, que paralisa parcialmente o governo também segue no radar, com os democratas assumindo o controle da Câmara. Na agenda, o destaque fica para os dados da processadora de folhas de pagamento ADP sobre emprego no setor privado, com expectativa de criação de 180 mil vagas em dezembro, praticamente em linha com o reportado em novembro.

 

A BRF concluiu a venda de 91,89% da QuickFood à Marfrig. Seguindo o seu plano de desalavangem, a BRF comunicou que acabou de finalizar a venda da QuickFood à Marfrig, por US$ 60 milhões, que tinha sido comunicada em 7 de dezembro de 2018. Em relação à alienação do imóvel e dos equipamentos da unidade de Várzea Grande-MT, também para a Marfrig, por R$ 100 milhões, a BRF informa que ainda aguarda a verificação de condições precedentes para a conclusão desta operação.

AGENDA DE DIVIDENDOS



Bons negócios